Início\ Informação\ Regiões \ Minho
Minho
O VQPRD «Vinho Verde» caracteriza-se por possuir um conjunto de factores muito específicos que definem a sua tipicidade.

Efectivamente a «agulha», a frescura e os aromas intensos nos vinhos brancos, tal como a juventude de sabores particulares nos vinhos tintos, conferem aos vinhos características únicas dignas do reconhecimento desta Denominação de Origem, não só para os vinhos tranquilos como também para os espumantes, os vinagres e as «Aguardentes Bagaceiras e de Vinho» da Região dos Vinhos Verdes.

Foi ainda reconhecida a possibilidade de os vinhos rosados usufruírem da Denominação de Origem "Vinho Verde».

A riqueza desta região não se limita às DOC, pelo que devem ser salientadas outras potencialidades, como a exploração dos vinhos com indicação geográfica, isto é, os Vinhos Regionais «Minho». Estes vinhos também alcançam grandes níveis de qualidade, podendo apresentar características físico-químicas e sensoriais diferentes ou serem elaborados com diversas outras castas.

Interessa referir que a área de produção do Vinho Regional «Minho» coincide geograficamente com a área de produção da Região Demarcada dos Vinhos Verdes.

De referir ainda que a Portaria n.º 28/2001, de 16 de Janeiro, reconheceu as seguintes nove sub-regiões para os produtos abrangidos pelos Estatutos da Região Demarcada que podem ser utilizados como complemento da Denominação de Origem: "Amarante", "Ave", "Baião", "Basto", "Cávado", "Lima", "Monção", "Paiva" e "Sousa".